Investimentos de longo prazo: quais as principais alternativas? | Nexgen Capital
longo prazo

Investimentos de longo prazo: quais as principais alternativas?

Investir envolve analisar diversos fatores, como o período em que o dinheiro ficará alocado. Esse prazo se relaciona com os seus objetivos e com as características das alternativas disponíveis no mercado, como é o caso dos investimentos de longo prazo.

Afinal, um dos fatores para o sucesso dos investimentos é o tempo. Muitas vezes, é importante que o dinheiro fique investido por um longo período para que aumentar o potencial de retorno. Nesse sentido, conhecer os investimentos de longo prazo é fundamental para alcançar seus objetivos.

Continue a leitura e confira algumas alternativas que podem ser interessantes para compor a sua carteira de investimentos com foco em horizontes mais longos. Vamos lá?

O que são investimentos de longo prazo?

Antes de conhecer as alternativas de investimento de longo prazo, é importante entender alguns conceitos. O primeiro é o prazo dos investimentos, que corresponde ao período em que o dinheiro fica alocado em determinado ativo ou produto financeiro.

Em regra, um investimento é considerado de longo prazo quando o prazo de alocação dura 5 anos ou mais. Vale ressaltar que a alocação pode durar décadas — característica comum em aportes voltados para a aposentadoria.

Assim, uma das principais características dos investimentos de longo prazo é a acumulação de capital. Eles podem ser tanto de renda fixa quanto variável, e cada um atende a necessidades específicas dos investidores.

Também é importante entender que prazo e liquidez são conceitos diferentes. A liquidez se refere à facilidade em transformar o montante investido em dinheiro. Por isso, é possível encontrar opções de curto prazo sem liquidez ou investimentos de longo prazo com liquidez diária, por exemplo.

Dessa forma, a análise das características de cada investimento deve ser realizada de forma independente. Isso permite que você encontre as alternativas mais alinhadas às suas expectativas e necessidades.

Por que esse tipo de investimento é importante?

Os investimentos de longo prazo costumam fazer parte de uma carteira sólida e estável. É importante saber que algumas alternativas precisam de um período longo de maturação para que os resultados sejam consolidados.

O potencial de retorno das ações, por exemplo, normalmente aparece no longo prazo. Por esse motivo, é fundamental ter um tempo maior para que as estratégias tragam resultados positivos para o seu portfólio.

Além disso, o amadurecimento dos investimentos ajuda na diluição dos riscos e na diminuição dos efeitos da volatilidade na carteira. Outro ponto essencial do longo prazo é que o tempo pode beneficiar os seus resultados.

A ação dos juros compostos é imperativo para o sucesso dos aportes, pois aumenta a base de cálculo da rentabilidade. No caso dos investimentos na bolsa de valores, por exemplo, há o efeito da economia real.

Esses fatores favorecem o acréscimo de patrimônio, que é potencializado pelos aportes frequentes. Ou seja, quanto mais você aporta e quanto maior o tempo de maturação dos investimentos, maiores são as chances de acumular recursos para alcançar seus objetivos de longo prazo.

Quais são as principais alternativas para investimento de longo prazo?

Como você viu, os investimentos de longo prazo podem ser feitos tanto em renda fixa quanto em renda variável. Portanto, existem possibilidades para os mais diversos perfis de investidores.

Conheça algumas das principais alternativas:

Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA é um título público de longo prazo com rentabilidade híbrida. A remuneração é composta por uma parte prefixada e por outra que acompanha o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), o índice de inflação oficial do Brasil.

Portanto, o investimento apresenta retorno acima da inflação e evita que o seu dinheiro perca poder de compra ao longo dos anos. Vale ressaltar que os títulos emitidos pelo Governo são considerados os mais seguros do mercado.

Debêntures

As debêntures também são títulos de renda fixa, mas que pertencem ao crédito privado. Elas são emitidas por empresas que visam obter recursos para diversos fins e podem ter diferentes características.

Com relação ao prazo de vencimento, é possível que ele seja superior a 5 anos. Ainda, esses títulos podem ter diferentes lógicas de remuneração. Outra característica das debêntures é que, se elas forem incentivadas, não há cobrança de Imposto de Renda sobre a rentabilidade.

Fundos imobiliários

Os fundos de investimento imobiliário (FIIs) reúnem investidores interessados em aportar no setor de imóveis. Eles funcionam de forma coletiva e contam com um gestor profissional para administrar os recursos.

Ademais, existem FIIs com diversos objetivos. Eles podem, por exemplo, investir em empreendimentos imobiliários para locação. Com isso, os FIIs têm condições de gerar renda passiva para os cotistas, proveniente do lucro com os aluguéis.

Ações

Outro investimento de longo prazo bastante conhecido são as ações. Elas representam a menor parte do capital social de uma empresa. Quem investe nesses papéis recebe o direito de participar dos resultados da companhia.

Na prática, existem duas formas principais de obter lucros com ações no longo prazo. A primeira é pela valorização dos papéis ao longo do tempo. A segunda é pelo recebimento de dividendos e outros proventos que podem ser distribuídos pela empresa.

Quais cuidados adotar ao realizar esses investimentos?

Como visto, existem diversas alternativas para compor sua carteira de investimentos. Então a escolha deve se basear, primeiramente, no seu perfil de investidor. Você pode ser conservador, moderado ou arrojado, de acordo com as suas características e abertura ao risco.

Também é preciso considerar seus objetivos de longo prazo, que podem envolver diversas metas. Outro ponto importante antes de fazer os aportes é entender a diversificação. Isso porque contar com investimentos variados no portfólio aumenta a proteção e as chances de sucesso.

Essa é uma estratégia de manejo de riscos, pois você estará exposto a condições variadas. Assim, se o desempenho de um investimento for ruim, há possibilidades de que outros compensem possíveis perdas.

Além disso, é necessário acompanhar a evolução da sua carteira ao longo do tempo. A medida permite fazer o rebalanceamento sempre que for necessário. Afinal, o processo ajuda a manter a proporção ideal de cada ativo ou produto financeiro e a manter o risco no nível adequado ao seu perfil.

Com essas informações, você percebeu que os investimentos de longo prazo podem ajudar a compor um portfólio sólido, com foco no futuro e maior potencial de rentabilização. Existem alternativas para diferentes perfis e objetivos. E, se precisar de ajuda para conhecer as possibilidades do mercado, conte com a Nexgen!

Achou o assunto interessante? Aproveite para complementar a leitura e conheça 3 oportunidades de investimento no exterior para diversificar seu portfólio!

Buscar