Renda passiva: 4 Formas de investir com esse objetivo! | Nexgen Capital
Renda passiva

Renda passiva: 4 Formas de investir com esse objetivo!

Viver de renda passiva permite que você não tenha mais que trabalhar para garantir o seu sustento. Isso proporciona liberdade para realizar seus sonhos e colocar em prática os objetivos que você pretende alcançar.

Nesse sentido, o mercado financeiro oferece muitas oportunidades, que podem se alinhar a diferentes perfis e necessidades. Portanto, para tomar decisões que ajudem a conquistar essa meta, é importante conhecer as possibilidades disponíveis.

Neste artigo, você entenderá o que é renda passiva e verá 4 formas de conquistá-la a partir dos investimentos. Vamos lá?

O que é renda passiva?

Quando o assunto é renda, é comum pensar naquela proveniente do trabalho. Contudo, essa não é a única forma de ganhar dinheiro. O conceito de renda passiva se refere a uma fonte de renda que não depende diretamente do seu trabalho.

No entanto, isso não significa que você não precisa gerenciar seu patrimônio. Afinal, esse cuidado é fundamental para manter a renda passiva e ter chances de conquistar a independência financeira. Assim, com essa fonte de recursos, você terá tempo e dinheiro para colocar seus planos em prática.

Contudo, é importante saber que existem várias formas de ter renda passiva. E uma das principais é fazer investimentos. Nesse caso, a fonte de renda são os juros e as remunerações recebidas a partir do capital investido com esse objetivo.

Quais as diferenças entre renda passiva, renda ativa e renda extra?

Para compreender melhor a renda passiva, é preciso diferenciá-la de outros conceitos comuns, como a renda ativa e a renda extra. No primeiro caso, o ganho deriva do esforço de trabalho de um indivíduo, e é sempre uma contraprestação a um serviço ou venda.

Além disso, os rendimentos e o pró-labore de empresários também são tipos de renda ativa. Essa remuneração depende de alguns fatores, como capacidades técnicas, leis trabalhistas, formação do indivíduo, cargo que ocupa, entre outros.

Dessa forma, a renda ativa requer a realização de uma atividade. Ou seja, se você parar de realizar seu trabalho, ela pode reduzir ou zerar. Já a renda extra também exige que você exerça um trabalho. Entretanto, ele não é a sua fonte de recursos principal, mas um adicional aos seus ganhos.

Assim, existem diversas atividades que podem ser classificadas como renda extra. Entre os exemplos, estão:

  • revender produtos importados;
  • trabalhar como afiliado;
  • montar uma loja virtual;
  • vender itens que você não usa mais, como roupas e acessórios.

Qual a importância da renda passiva?

Agora que você conhece o conceito de renda passiva e a diferença entre a renda ativa e a extra, fica mais fácil entender a sua importância. Ter uma fonte de renda passiva é fundamental para aumentar a sua segurança financeira.

Com ela, fica mais fácil alcançar a liberdade financeira. Isso significa poder utilizar o seu dinheiro com maior tranquilidade por ter as finanças equilibradas e reservas financeiras para lidar com imprevistos. Assim, há menos riscos de que imprevistos levem ao endividamento.

Ademais, quando o montante recebido como renda passiva se torna o suficiente para cobrir todos os seus gastos mensais, você terá alcançado a sua independência financeira. Nesse caso, não será necessário trabalhar mais — apenas se você desejar.

Porém, para atingir esse nível, é necessário construir patrimônio. Uma das principais formas de alcançar esse objetivo é, como você viu, por meio dos investimentos.

Os aportes regulares permitem rentabilizar o seu capital ao longo do tempo. Contudo, para direcionar melhor seu capital para essa finalidade, é preciso conhecer as alternativas disponíveis no mercado financeiro que viabilizam a obtenção da renda passiva.

Quais são 4 das principais formas de investir para obter renda passiva?

Depois de saber mais sobre o assunto, você ficou interessado em saber como rentabilizar o seu patrimônio para viver de renda? Confira 4 entre as principais formas de investir para obter renda passiva:

1.     Títulos do Tesouro com cupons semestrais

Os títulos do Tesouro são alternativas de renda fixa que podem pagar juros semestrais e, assim, servir como fonte de renda passiva. Existem dois títulos que podem auxiliar quem tem esse objetivo: o Tesouro Prefixado e o Tesouro IPCA+.

No primeiro caso, a taxa de rentabilidade é fixa e definida no momento do aporte. Assim, você saberá exatamente quanto o título renderá até o vencimento.

Já o Tesouro IPCA+ é uma alternativa híbrida, que oferece uma taxa prefixada acrescida do índice oficial da inflação (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Quando esses títulos oferecem cupons semestrais, há o pagamento dos juros a cada 6 meses.

 

2.     Ações

Ações também são formas de investir para receber renda passiva. Esses ativos são partes do capital social de uma empresa. Na prática, eles são negociados na bolsa de valores e, em alguns casos, podem fazer o pagamento frequente de proventos, como os dividendos.

Dividendos são parte do lucro líquido da empresa apurado em determinado período. Eles são distribuídos aos acionistas e o pagamento é realizado de forma proporcional ao número de ações que cada investidor possui.

A porcentagem e a frequência de pagamento são definidas pela empresa. Assim, com uma carteira de investimentos diversificada e focada no longo prazo, é possível obter uma renda passiva com o recebimento dos proventos.

3.     Fundos imobiliários

O mercado imobiliário é bastante conhecido quando o assunto é renda passiva. Afinal, muitas pessoas se interessam em comprar imóveis para receber aluguel. Porém, você também pode explorar o setor de outras formas.

Por exemplo, por meio dos fundos de investimento imobiliário (FIIs) é possível receber dividendos periódicos. Eles funcionam como um condomínio, que reúne diversos investidores interessados em investir no setor de imóveis.

O capital do fundo é administrado por um gestor profissional e pode ser utilizado para adquirir valores mobiliários, imóveis físicos ou cotas e outros FIIs. Para participar dos resultados obtidos pelo veículo financeiro é necessário adquirir cotas na bolsa de valores.

4.     Previdência Privada

A Previdência Privada é outra forma de obter renda passiva. Ela é focada na aposentadoria, mas também pode ser utilizada para outros objetivos de longo prazo. Existem diversos planos disponíveis no mercado, que podem se adequar a diferentes perfis de investidores.

Ela funciona em duas fases principais: o período de acumulação de patrimônio e o de usufruto — que viabiliza o recebimento da renda passiva. Como cada fundo de Previdência Privada possui suas características, vale ter atenção ao perfil de risco e às regras para aporte, resgate e cobrança de Imposto de Renda.

Com essas informações, você conheceu 4 formas de investir para obter renda passiva. Lembre-se de que as escolhas devem estar alinhadas ao seu perfil de investidor, pois cada alternativa apresenta características e níveis de risco diferentes.

Ainda restaram dúvidas sobre o assunto? Entre em contato com nossos assessores e conte com suporte profissional!

Buscar