Como montar uma carteira de investimentos? Entenda! | Nexgen Capital
Como montar uma carteira de investimentos 1 - Entenda

Como montar uma carteira de investimentos? Entenda!

O mercado financeiro conta com alternativas para diversos perfis e objetivos. Então, é fundamental identificar quais fazem mais sentido para o seu caso. Com isso, você aumenta as chances de concretizar suas metas financeiras de curto, médio e longo prazo.

É nesse contexto que surge a expressão “carteira de investimentos”. Assim, saber como montar a carteira de investimentos de forma inteligente pode ajudar o investidor a alocar seus recursos de maneira estratégica e alcançar o sucesso com seus investimentos.

Quer saber mais sobre a carteira de investimentos e entender como montar a sua? Então continue a leitura e descubra mais a seguir!

O que é uma carteira de investimentos?

A carteira de investimentos, ou portfólio de investimentos, é o conjunto de alternativas do mercado financeiro nas quais você aporta seus recursos. É importante ter em mente que, ao conhecer as opções de produtos e ativos disponíveis, não é necessário — nem recomendado — se prender a apenas uma possibilidade.

Você pode conhecer diversos investimentos e distribuir seu patrimônio entre elas. Assim, é possível contar, por exemplo, com produtos da renda fixa. Eles oferecem como vantagem maior segurança e previsibilidade, mas não têm o potencial de rendimento tão elevado.

Por outro lado, também é viável incluir na sua carteira ativos da renda variável — se fizer sentido ara você. Nessa classe, não há previsibilidade em relação aos ganhos e os riscos são maiores. Porém, os investimentos oferecem a possibilidade de ganhos maiores.

É válido saber que, mesmo dentro das classes, os tipos de investimentos oferecem características distintas entre si. Conhecendo as opções disponíveis, você pode selecionar as melhores para o seu caso e montar uma carteira personalizada.

Como você pôde perceber, o conceito de carteira de investimentos existe porque seus aportes não devem ser isolados. Na verdade, eles devem compor um conjunto de investimentos — alinhados aos seus objetivos de curto, médio e longo prazo. Ainda, podem permitir equilibrar a relação entre risco e rentabilidade das suas escolhas.

O que considerar ao montar a carteira de investimentos?

Ciente do que é a carteira de investimentos, é preciso considerar informações importantes para montar o seu portfólio. Confira alguns aspectos essenciais!

Perfil de investidor

O passo inicial para realizar qualquer investimento é conhecer o seu perfil de investidor. Essa é uma classificação que ajuda a encontrar as melhores alternativas para o seu caso.

Na prática, existem três perfis de investidor:

  • conservador — é o investidor que foca na segurança, portanto, seleciona investimentos com baixo risco, mantendo uma carteira mais concentrada em renda fixa. Para isso, abre mão de rendimentos mais elevados;
  • moderado — lida melhor com certo nível de riscos para tentar obter maior retorno. Ainda tem a carteira alocada majoritariamente em renda fixa, mas já explora possibilidades da renda variável;
  • arrojado ou agressivo — esse investidor tem como prioridade o lucro. Por isso, explora opções com maior volatilidade, desde que ofereçam a possibilidade de mais vantagens financeiras. Ainda assim, pode ter investimentos mais seguros para equilibrar o risco.

Para saber o seu perfil de investidor, é preciso fazer o teste de suitability, aplicado pelas instituições financeiras na abertura de conta.

Mas essa classificação não é estática. É comum, por exemplo, que os investidores iniciantes tenham perfil conservador, mas avancem entre os perfis ao adquirirem mais conhecimentos sobre o mercado financeiro.

Objetivos

Ter a clareza dos objetivos que você pretende alcançar com seus investimentos é outro aspecto essencial para uma primeira carteira de sucesso. Isso porque os aportes oferecem características distintas no que se refere à rentabilidade, prazo e liquidez.

Desse modo, cada objetivo terá necessidades diferentes — e considerar esse aspecto fará com que as escolhas de investimentos sejam mais acertadas. Portanto, determine os seus sonhos e como pretende alcançá-los com o portfólio.

A dica é definir de forma detalhada o que deseja realizar, quanto necessita para isso e o tempo projetado para conquistar sua meta.

O seu planejamento pessoal também ajudará a definir os rumos da carteira de investimentos. A partir do momento em que começar a investir, é interessante fazer os aportes com regularidade. Com isso, será mais fácil acompanhar o capital se acumular — especialmente no longo prazo.

Alternativas disponíveis

Por fim, conhecer as opções que cada classe de investimentos disponibiliza é essencial para selecionar os melhores investimentos na hora de pensar como montar uma carteira.

Entre as opções mais conhecidas da renda fixa estão:

  • títulos do Tesouro Direto;
  • certificados de depósito bancário (CDBs);
  • letras de crédito imobiliário (LCIs) e do agronegócio (LCAs);
  • certificado de recebíveis imobiliários (CRIs) e do agronegócio (CRAs);
  • debêntures.

Da mesma forma, a renda variável conta com diversas alternativas, por exemplo:

  • ações;
  • fundos de investimentos (multimercados, cambiais, de ações, etc);
  • exchange traded funds (ETFs);
  • fundos imobiliários.

É importante aprofundar os conhecimentos sobre cada uma das possibiidades para selecionar a composição ideal do seu portfólio.

Qual a importância da diversificação na carteira?

Como você viu, não é aconselhável limitar seus investimentos a apenas uma opção. Seja qual for o seu perfil de investidor, a diversificação da carteira é uma estratégia importante na composição e manutenção do seu portfólio.

Ela amplia as chances de sucesso e faz com que você não fique preso a apenas uma condição do mercado. Assim, caso algum investimento não apresente bons resultados, por exemplo, pode ser compensado por outros que fazem parte da sua carteira.

Para isso, não basta que os aportes sejam distintos. Também é necessário que sejam descorrelacionados — ou seja, sigam movimentações diferentes. Para entender mais sobre esse tema, pode ser interessante contar com suporte de um assessor de investimentos.

Como acertar ao montar a carteira de investimentos?

Pode ser um desafio lidar com todas essas informações ao iniciar os investimentos. Para ter mais chance de sucesso nas escolhas e beneficiar as suas estratégias, é importante manter a atenção e a prudência no momento de alocar seu capital.

Isso significa fazer suas escolhas partir de estudos e de uma compreensão real do que cada investimento pode proporcionar à sua carteira. Nesse sentido, é preciso considerar que as deliberações são pessoais. Não existem receitas prontas de investimentos.

Além disso, é possível obter ajuda qualificada para sanar as dúvidas que surgirem durante esse processo e tomar decisões mais inteligentes. Assim, você aumenta suas possibilidades de alcançar os resultados desejados.

Um caminho é contar com o apoio da assessoria de investimentos. Trata-se de uma empresa composta por profissionais experientes, que apresentam as principais informações sobre as alternativas disponíveis no mercado. Assim, se torna mais fácil encontrar investimentos mais alinhados ao que você procura.

Com as dicas que acompanhou sobre como montar uma carteira de investimentos, pode ser mais fácil analisar os fatores que influenciam na composição do seu portfólio. Assim, procure estudar mais sobre o que o mercado oferece e fazer escolhas inteligentes — e que contribuam com a realização dos seus sonhos.

Precisa de ajuda para começar a investir? Conte com a Nexgen Capital. Converse com nossos profissionais e tire suas dúvidas sobre o mercado financeiro!

Buscar